28 de out de 2012

Redação ENEM


15 possíveis temas para a redação do Enem 2012


1)      Conferência do Rio+20: A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (CNUDS), conhecida também como Rio+20, foi uma conferência realizada entre os dias 13 e 22 de junho de 2012 no Rio de Janeiro. Tal conferência teve como principal objetivo discutir a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável mundial. Esse assunto certamente é uma das maiores apostas de diversos professores para o tema central do Enem 2012.
2)      Novo Código Florestal:  Proposta para reformular o Código florestal Brasileiro de 1965. Tal lei define a Amazônia Legal, os direitos de propriedade e restrições de uso para algumas regiões que compreendem estas formações vegetais e os critérios para supressão e exploração da vegetação nativa. Que tal procurar saber o que são as APPs, certamente o principal ponto de discórdia entre os ruralistas e ambientalistas?
3)      Construção da Usina de Belo Monte: A polêmica em torno da construção da usina de Belo Monte na Bacia do Rio Xingu, em sua parte paraense, já dura mais de 20 anos. Vale a pena pesquisar o por quê de tanta discórdia.
4)      Bullying e cyberbullying: Agressões físicas, verbais e via internet entre jovens é um assunto que envolveria tecnologia e problema social. Tema que está em alta e que é um prato cheio para qualquer examinador.
5)       Economia verde: O desenvolvimento sustentável, embora não tão atual, ainda não pode ser desprezado.
6)      Comissão da verdade: Comissão aprovada pela presidenta Dilma que visa investigar violações de direitos humanos ocorridas entre 1946 e 1988 no Brasil, por agentes do estado. Uma ótima “brecha” para questões de história, principalmente referente ao período militar.
7)      Julgamento do mensalão: Assunto muito quente. Entretanto, achamos difícil o Inep levantar tal assunto, por motivos políticos. Mas lembre-se que temos USP, Unicamp, Unesp etc…
8)      Grandes eventos esportivos no Brasil: Será que vale a pena o Brasil investir na copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016 ao invés de aplicar todo o montante em educação e saúde?
9)      Crise financeira europeia: A zona do Euro vive sua pior crise. A Espanha, por exemplo, atingiu níveis altíssimos de desemprego. É bom entender o que está acontecendo por lá e os possíveis reflexos para o nosso país.
10)   Primavera Árabe: Série de manifestações e conflitos nos países muçulmanos que vem ocorrendo desde 2011. Assunto perfeito para questões de geografia.
11)   Descriminalização das drogas: Assunto polêmico e que voltou a ser amplamente discutido.
12)   Cotas nas universidades: Assim como o item anterior, polêmico e muito badalado. Além disso, de enorme interesse para aqueles que estão realizando o exame. Afinal, você é contra ou a favor das cotas nas universidades?
13)   Centenário de Jorge Amado: Um dos autores mais lidos do Brasil, Jorge Amado completaria 100 anos no dia 10 de agosto de 2012. Você conhece suas principais obras?
14)   Guerra das Malvinas:  Após 30 anos da guerra entre Argentina e Reino Unido pela soberania das ilhas Malvinas, a presidenta Cristina Kirchner decidiu questionar novamente tal soberania, reacendendo a tensão internacional.
15)   Homossexualidade e homofobia: Você se lembra do Kit anti-homofobia distribuído no ano passado pelo MEC? O Ministério da Educação já deixou bem claro que não tem medo de mexer nesse assunto…

Os 10 erros mais cometidos em redação


Há alguns equívocos muito comuns em redações e, por este motivo, estão no patamar dos mais cometidos. Mas isso ocorre apenas por falta de conhecimento, portanto, uma vez informados, os estudantes não voltam a cometê-los. 


Vejamos, então, os 10 erros mais cometidos em redação: (não estão por ordem de importância) 



1. “Fazem dez anos que não vemos tantas mudanças”. O verbo “fazer” no sentido temporal, de tempo decorrido ou de fenômenos atmosféricos é impessoal, ou seja, fica no singular: Faz dez anos... Faz muito frio... 



2. “Houveram muitas passeatas nesta semana em prol da igualdade racial.” O verbo haver acompanha o mesmo raciocínio do verbo “fazer”, citado acima. No sentido de existir ou na ideia de tempo decorrido, o verbo haver é impessoal: Houve muitas passeatas... Há tempos não o vejo... Havia algumas cadeiras disponíveis. 



3. “Para mim escolher, preciso de um tempo.” Na dúvida verifique quem é o sujeito do verbo. No caso, o verbo “escolher” não tem sujeito, pois “mim” não pode ser! O certo seria o pronome “eu”: para eu escolher. A expressão “para mim” só funciona quando é objeto direto: Traga essa folha para mim. Dessa forma, sempre diga e escreva: Para eu fazer, para eu levar, para eu falar, pois o verbo precisa de um sujeito! 



4. “Esse assunto fica entre eu e você!” Quando a preposição existe, neste caso “entre”, usa-se o pronome oblíquo. O correto é: entre mim e você ou entre mim e ti. Portanto, use pronome oblíquo tônico (mim, ti, si, ele, ela, nós, vós, si, eles, elas) após preposição: falava sobre mim, faça por nós, entre mim e você não há problemas, falavam entre si. 



5. “Há muito tempo atrás, comprei uma bicicleta.” O verbo “há” tem sentido de tempo passado, logo não há necessidade de adicionar “atrás”. Ou você escolhe um ou outro: Há muito tempo... Tempos atrás... Há dez anos... Dez anos atrás. 



6. “Então, pegou ele pela gola.” Quando for necessário que um pronome seja objeto direto (pegou algo: ele), nunca coloque pronome pessoal, opte pelo caso oblíquo átono (me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, se, os, as, lhes): Pegou-o, avisou-o, apresentei-a, levou-nos, ama-me, leva-nos. 



7. Aonde você estava? “Aonde” indica ideia de movimento, enquanto “onde” refere-se somente a lugar. Portanto: Onde você estava? E Aonde nós vamos agora? 



8. “A situação vinha de encontro ao que ele desejava.” Se é uma situação que a pessoa desejava, será: ao encontro de, expressão que designa favorecimento, estar de acordo. Já a locução “de encontro a” tem sentido de oposição, de choque: Ele foi de encontro ao poste. 



9. “Esse ano vamos fazer diferente.” Se é o ano vigente, então use o pronome “este”, uma vez que indica proximidade: Esta sala de aula, esta semana está sendo ótima, este dia vai ser abençoado, este ano está sendo o melhor de todos, esta noite veremos estrelas. 



10. O verbo “adequar” é defectivo, isso quer dizer que não é conjugado de todas as formas. Assim: Isso não se adéqua... Ele não se adéqua... Eu não me adéquo... são orações equivocadas. Outros verbos também passam por este tipo de problema, como: abolir, banir, colorir, demolir, feder, latir. O verbo adequar é correto e usado com mais frequência nos modos infinitivo (adequar) e particípio (adequado). 

Fonte: (www.infoenem.com.br)


Por Sabrina Vilarinho - Graduada em Letras /Equipe Brasil Escola


3 comentários:

  1. Cara equipe da escola Marcolino de Barros,

    Como sabe, a seleção dos 15 possíveis temas para o enem 2012 foi feita pelo nosso portal (www.infoenem.com.br).
    Acreditamos que a boa informação deve se espalhar livremente pela internet. Assim sendo, pedimos apenas para fazer a correta referencia e, ao faze-lo, linkar a nossa página.
    Contamos com vossa colaboração. Assim, possíveis parcerias poderão até acontecer entre os dois bons sites

    Abs

    Prof Fernando Buglia
    Equipe Infoenem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara Fernanda Buglia,já fiz a alteração colocando a referência.(www.infoenem.com.br). Desculpa-nos pelo equívoco e obrigada pela colaboração.
      Estelimar Maria teixeira

      Excluir
  2. Muito util! Parabens.

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar nosso Blog!